Ponto 1 Bar

O bar mais antigo de Barão Geraldo

Barão Geraldo nasceu 1889 como um bairro, levando este nome em homenagem a Geraldo Ribeiro de Sousa Resende, que recebeu o título de barão em 1889. Geraldo comprou a Fazenda Rio das Pedras, onde hoje é a Cidade Universitária e financiou a Estrada de Ferro Funilense, o que fez com que o bairro começasse a crescer.

Em 1940 a indústria começa a despontar e o bairro começa a se urbanizar, em 1953 Barão Geraldo é elevado a Distrito e começa a receber empresas de grande porte. Hoje o Distrito é um polo tecnológico, abrigando muitas empresas da cidade e centros de pesquisa da cidade de Campinas.

Centro de Barão Geraldo

 

A chegada da Unicamp

 

Todo esse desenvolvimento teve grande influência da chegada das universidades em Barão Geraldo. Uma das universidades de grande peso nesse contexto é a Universidade Estadual de Campinas, a Unicamp. Fundada em 5 de outubro de 1966, trazendo ensino público e gratuito para a cidade, muitos professores e alunos.

Depois surgiram outras universidades, centros de pesquisa e com o tempo grandes empresa viram se instalar em Barão para se aproximar da mão de obra especializada. Além disso, empresas e novos negócios foram abrindo para fornecer serviços para os universitários que foram chegando. E ainda, começaram a surgir as empresas dos universitários que aqui se formavam e decidiam empreender.

A Unicamp trouxe estudantes de vários locais do estado de São Paulo e do Brasil que vinham e vêm estudar, buscando morar perto da universidade.

Unicamp

 

Como essa nova configuração de Barão Geraldo afetou o Ponto 1 bar?

 

O Ponto 1 foi inaugurado em 1978 como uma mercearia de bairro. Aos domingos assavam-se frangos e costelas e era quando o estabelecimento lotava. Dado momento, o Ponto 1 tinha três mesas de bilhar e era bastante frequentado pelos tiozões da região.

Ponto 1 em 1978

Com a chegada das universidades e, consequentemente, dos estudantes que buscavam imóveis para alugar e se estabelecer perto das universidades, como é o caso da Unicamp, a clientela mudou. Mais gente jovem começou a frequentar o Ponto 1. A partir daí, o negócio teve de acompanhar o movimento, lanches e porções entram para o cardápio.

Quando a moradia da Unicamp chegou, os estudantes começaram a frequentar em peso o Ponto 1, o que assustou os proprietários na época, que chegaram a colocar uma placa: Ambiente estritamente familiar. Respeite para ser bem recebido.

Os estudantes encararam a iniciativa de uma maneira negativa, e disseram que o estabelecimento estava discriminando a galera mais alternativa. Foi com esse feedback que o Ponto 1 se transformou realmente em um bar.

Em meados dos anos 90 atendia a demanda que a chegada dos universitários trouxe para Barão Geraldo, foi um dos negócios locais que soube entender o seu público e se adaptar.

Hoje, o bar atende não só alunos, como professores e consegue agregar as famílias também, sendo um ponto de encontro das tribos de Barão Geraldo, além de clientes vindo de outros bairros de Campinas e até mesmo de outras cidades da região.

Ponto 1 em 2018

 

Vai estudar em Campinas? A LiveHere te ajuda a encontrar o imóvel ideal pertinho da faculdade. Alugue rápido, online, seguro e sem fiador!

Links úteis

 

Artigo publicado em parceria com a LiveHere

Por Thuany Gibertini

 

 

Categorias: Destaques